Site da rede
Artistasgauchos.com.br
artistasgauchos.com.br

Participações em Livros

  Participação em livros teóricos

GÓES, Lúcia Pimentel & ALENCAR, Jakson de. A alma da imagem: a ilustração nos livros para crianças e jovens na palavra de seus criadores. São Paulo, Paulus, 2009. 110p.

O livro é uma coleção de ensaios sobre ilustração de livros para crianças e jovens.
Nesta obra, oito artistas (Ângela Lago, Cláudio Martins, Rogério Coelho, Alice Góes, Osney, Graça Lima, Celso Sisto e Luiz Maia) falam de seu olhar criador. A expressão visual, tema extremamente complexo, terá na explicitação das metáforas desses artistas um celeiro rico, convidando à seleção, experimentação, meditação. A antologia conta também com um texto de um editor de literatura para crianças e jovens, expondo sua visão sobre as imagens nos livros que edita, e de uma professora que desenvolve um excelente trabalho de leitura de imagem e formação de leitores na escola em que trabalha”.
Celso Sisto participa do livro com o artigo “Um pouco de tudo: os materiais, as texturas, o impacto”. Nele, reflete sobre sua produção como ilustrador e comenta seu processo criativo, bem como as ilustrações dos livros que já ilustrou. 

PAROLIN, Isabel (org.). Sou Professor!: a formação do professor formador. Ilustrações de Dagoberto Ismar Pereira Junior. Curitiba, Positivo, 2009. 144p.

Esta é uma obra escrita por professores para ser lida e submetida à reflexão dos professores. É o relato de uma experiência que foi pensada, vivida, avaliada e agora compartilhada nas páginas deste livro. O livro é uma largada, uma idéia, um auxílio para mais um passo em direção a uma prática educativa ainda melhor. Mas, ainda que as experiências reunidas aqui sejam muito importantes para a reflexão, o que o livro quer, de fato, é que quem está no dia a dia da sala de aula, de fato, possa fazer os processos de ensinar e de aprender acontecerem de verdade.
Celso Sisto participa do livro com o artigo “A literatura frenquenta a escola... Mas quem conta as histórias?” No referido artigo, o autor reflete sobre a importância do contar histórias na sala de aula e conclama os professores a investirem em sua própria bagagem de leitura e em suas qualificações como contadores de histórias, para, de fato, fazerem a diferença na formação dos jovens leitores.
 

OLIVEIRA, Ieda (org.). O que é qualidade em literatura infantil e juvenil?:com a palavra, o escritor. São Paulo, DCL, 2005. 198 p.

Neste livro, vários escritores refletem sobre “o que é qualidade em literatura infantil e juvenil”. Os artigos e depoimentos podem contribuir para elucidar várias questões, tão freqüentes nas dúvidas e questionamentos de professores e estudiosos do assunto. O livro reúne consagrados escritores da literatura infantil e juvenil brasileira e portuguesa, preocupados, especialmente com o valor estético de uma obra literária para crianças e jovens. Os artigos do livro são de Anna Cláudia Ramos, Bartolomeu Campos de Queirós, Carlos Augusto Nazareth, Celso Sisto, Flávio Carneiro, Gustavo Bernardo, Ieda de Oliveira (a organizadora do livro), Leo Cunha, Luiz Antonio Aguiar e Ricardo Azevedo. Os depoimentos ficaram a cargo de: Ana Maria Machado, Alice Vieira, Lygia Bojunga, , Marina Colasanti, Pedro Bandeira, Rogério Andrade Barbosa, Rosa Amanda Strausz e Tatiana Belinky,.
Celso Sisto participa do livro com o artigo “A pretexto de se escrever, publicar e ler bons textos”.
 

GIRARDELO, Gilka (org.). Baús e chaves da narração de histórias. Florianópolis, SESC-SC, 2004. 192 p.

O livro é uma coletânea de artigos, organizado pela contadora de histórias Gilka Girardelo, para o SESC de Santa Catarina, como parte do projeto de formação de contadores de histórias e espetáculos de narração oral, Baú de Histórias. Participam do livro vários profissionais colaboradores desse processo de formação, capitaneado pelo Sesc. Celso Sisto participa do livro com o artigo “O misterioso momento: a história do ponto de vista de quem ouve (e também vê).
 

MEDEIROS, Fábio Henrique Nunes & MORAES, Taiza Mara Rauen (orgs.). Memorial do Proler: Joinville e resumos do Seminário de Estudos da Linguagem. Joinville, UNIVILLE, 2007. 176p.

Como o título diz, aqui está documentada a História do Programa Nacional de Incentivo a Leitura (Proler), através da memória das ações e encontros realizados em Joinville, Santa Catarina. Celso Sisto participa do livro com o artigo: “Contar histórias, uma arte maior”.

Cadernos do Proler

Livro da UPF

Participação em antologias

AGUIAR, Luiz Antonio (org.). Internautas: os chips reinventando o nosso dia a dia. São Paulo, Editora Melhoramentos, 2011. 232 p.
O conto do autor Celso Sisto é “Porque no peito de um nerd também bate um coração” e encontra-se nas páginas 39-49.

Sinopse: A tecnologia está em nosso bolso. Nas agências bancárias. Nas compras. O deslocamento físico, muitas vezes, tornou-se dispensável. Mas por qual ponto de vista? Será que o namoro mudou por causa das redes sociais? Se namoro mudou, o amor mudou também? A internet pode salvar vidas? Pode arruiná-las? Pode mudar totalmente o rumo das coisas? São muitas as provocações presentes em Internautas – Os chips reinventando o nosso dia a dia, obra que chega às livrarias de todo o País pela Editora Melhoramentos. Organizado pelo premiado escritor carioca Luiz Antônio Aguiar, o livro é composto por vinte contos – cada um assinado por um autor, de idades distintas e de diferentes pontos do país – que passeiam e se aprofundam em diversas situações nas quais a Internet interfere concretamente na vida das pessoas. Cada autor tem um estilo - seu modo de contar histórias, suas ideias e preocupações. O livro reúne contos de Angela Leite de Souza, Caio Riter, Celso Sisto, Edison Rodrigues Filho, Fernando Nuno, João Anzanello Carrascoza, Leo Cunha, Luciana Sandroni, Luis Eduardo Matta, Luís Pimentel, Luiz Antonio Aguiar, Luiz Rocha Soares, Miguel Sanches Neto, Raonix, Roberto Menezes, Rogério Andrade Barbosa, Rosa Amanda Strausz, Rosana Rios, Sandra Pina e William Amorim

ROSCOE, Alessandra et. al. Mitos urbanos. Ilustrações de Alexandre Santos. São Paulo, Mundo Mirim, 2011. 48p.
O conto do autor Celso Sisto é “Rua do Arvoredo, 27” e encontra-se nas páginas 14-21.

Sinopse: Esta obra reúne cinco contos do imaginário popular, ambientados em grandes centros urbanos e transmitidos oralmente. Chamados de mitos urbanos, essas histórias vão adquirindo aspectos e detalhes de cada lugar em que são recontadas. Neste livro, autores de diferentes estados brasileiros contam uma versão dos seus próprios medos urbanos. Estão presentes no livro os autores: Adriano Messias, Alessandra Roscoe, Celso Sisto, Rosana Rios e Sandra Pin.

GOMES, Lenice & MORAES, Fabiano. Histórias de quem conta histórias. Ilustrações de Ciça Fittipaldi. São Paulo,Cortez, 2010, 128p. il.

 

O livro é uma coletânea de contos escritos por contadores de histórias do Brasil, de Portugal e do México. Organizado por Lenice Gomes e Fabiano Moraes, reúne lendas do continente americano, contos de assombrar e de arrepiar, histórias de fadas e de encantamento e causos de exemplo e de esperteza. Os textos – selecionados, contados e escritos por profissionais reconhecidos, que se empenham em transmitir a palavra falada, permeada por gestos e olhares – refazem as pegadas de memórias ancestrais.

Celso Sisto participa do livro com a história “O elefante e a tartaruga”, um conto africano, do sul da Nigéria, que dizem ser de arrepiar - talvez de agonia! Será?

PRADO, Jason & MAIA, Ana Claudia (organizadores). Diferentes heróis, diferentes caminhos. Ilustrações de Angela Lago, Celso Sisto, Elizabeth Teixeira, Roger Mello e Hans Christian Andersen. Rio de Janeiro, Leia Brasil, 2008 (Cadernos de Leituras Compartilhadas). 104p.

O livro é um festival de histórias e de cores. Os 4 autores que fazem parte do livro, foram convidados para escreverem seus contos a partir de uma história de Andersen. Celso Sisto escreve sua história baseada no Soldadinho de Chumbo. Os outros autores, Bartolomeu Campos de Queirós, Marina Colasanti e Graziela Bozano Hetzel, baseiam-se em A roupa nova do rei, O patinho feio, O rouxinol e o imperador, respectivamente. Há ainda, no livro, a participação de especialistas (Maria Clara Cavalcanti de Albuquerque; Eliana Yunes; Maria Aparecida da Silva Ribeiro; Elaine Cristina R. Gomes Vidal e Sueli de Oliveira Rocha), que fazem, na segunda parte do livro, um cruzamento das histórias de Andersen com as dos autores convidados. Há também uma apresentação da obra de Andersen, feita por Regina Zilberman, uma conferência de Marina Colasanti, sobre identidade, e um ensaio da professora Eliana Yunes, tratando de questões teosóficas e convidando Dostoievski para participar! O projeto gráfico do livro é belíssimo e explora as figuras recortadas em papel, pelo próprio Andersen, além de ilustrações de Angela Lago, Elisabeth Teixeira, Celso Sisto e Roger Mello. Os textos de Andersen, também figuram ao lado dos novos, em bonita tradução de Paulo Condini.

Esta antologia foi preparada especialmente para o “Primeiro Encontro Internacional de Escritores/Contadores de Histórias: História é pra contar”. Em geral, são contos populares dos locais de origem dos escritores que ministraram oficinas, participaram de mesas de debates e proferiram palestras no evento. Há histórias do Rio de Janeiro (Benita Prieto e Celso Sisto), Rio Grande do Sul (Carlos Urbim, Marô Barbieri, Jane Tutikian), Santa Catarina (Gilka Girardelo), Uruguai (Ignácio Martinez), Paraguai (Maricha Heisecke) e Argentina (Paula Martin). O livro e o encontro foram organizados pela escritora Marô Barbieri.
Nesta antologia Celso Sisto participa com o conto “Praga de mãe”, uma história bastanta conhecida no litoral fluminense, na região de Cabo Frio e Arraial do Cabo, Rio de Janeiro.

Essa antologia também foi organizada em função do “Segundo Encontro Internacional de Escritores/Contadores de Histórias: História é pra contar”. Reúne contos populares recontados pelos escritores convidados a participarem das atividades. No livro estão contos populares e relatos de memórias (Adriane Azevedo, Colette Charlet, Marília Tresca), bem como algum exercício ficcional dos autores (Adriana Jorgge, Hermes Bernardi Jr., Marô Barbieri, Reni Tiago Pinheiro Barbosa). Há histórias de Santa Catarina (Celso Sisto), fatos da cultura popular (Carlos Urbim), Portugal (Helena Faria), Rio Grande do Sul (Heloísa Bacichette), Uruguai (Ignácio Martinez), Argentina (Paula Martin). Assim como o outro volume, este também é organizado pela escritora Marô Barbieri. Nesta antologia Celso Sisto participa com o conto “A bruxa desencantada”, inspirado nas narrativas bruxólicas, recolhidas por Franklin Cascaes, na ilha de Florianópolis. Lugar onde o autor viveu e fez seu curso de Mestrado em Literatura Brasileira.

Este livro é o primeiro volume da coleção Fura-Bolo, Módulo II, especialmente editado pela editora Paulus para a Fundação Cargill. Os livros são destinados aos alunos do Ensino Fundamental e cada volume atende a complexidades diferentes, para não fazermos aqui uma divisão por séries. É um material para auxiliar os professores que participam dos programas de desenvolvimento educacional em áreas onde a empresa atua. Os livros trazem contos, adivinhas, poemas, trovas populares, anedotas, ditados e brincadeira com palavras, para serem usados em atividades de leitura extracurricular. Neste primeiro volume Celso Sisto assina as “Adivinhas” e as “Parlendas” e está na companhia de Elias José, Cláudio Martins e Tatiana Belink, dentre outros autores e ilustradores.
 

Este segundo volume da coleção Fura-Bolo, Módulo II, especialmente editado pela editora Paulus para a Fundação Cargill também traz contos, adivinhas, poemas, trovas populares, anedotas, ditados e brincadeira com palavras, e destina-se a leitores mais experientes que os do primeiro volume.
Neste segundo volume Celso Sisto foi o responsável pela seleção das cantigas folclóricas, adivinhas, parlendas e brincadeiras populares. Participam também deste volume Jakson Alencar, Regina Carvalho, Tatiana Belinky, José Santos e Elias José, com ilustrações de Cláudia Scatamacchia, Osnei, Luiz Maia, Cláudio Martins, e Mariângela Haddad,.
No terceiro volume da coleção Fura-Bolo, Módulo II, editado pela editora Paulus para a Fundação Cargill também estão os contos, adivinhas, poemas, trovas populares, anedotas, ditados e brincadeira com palavras. O material destina-se a leitores ainda mais experientes que os do primeiro e segundo volumes.
Neste último volume Celso Sisto é autor do poema “Pé-de-valsa” e “Água na boca”. Também foi o responsável pelo texto das Adivinhas e das Brincadeiras. Além dos autores e ilustradores já mencionados nos volumes anteriores, neste entram José de Castro, Lúcia Pimentel Góes e Nezite Alencar.

Catálogo em exposições

 

BIAZETTO, Cristina et ali (orgs.) 6º Traçando histórias: mostra de ilustração de literatura infanto-juvenil. Porto Alegre, Câmara Rio-Grandense do Livro, 2008. 96p. 

O catálogo acompanha a mostra de ilustração de Literatura Infantil e Juvenil da 54ª Feira do Livro de Porto Alegre. Conta com a participação de 39 ilustradores. Em página dupla, por ordem alfabética estão as páginas de cada ilustrador. Além da reprodução das 2 ilustrações expostas na Mostra, há abaixo de cada trabalho, informações sobre a técnica usada. Minhas ilustrações estão nas páginas 16 e 17. Ao final do catálogo também há foto e pequena biografia dos autores, com seus contatos, inclusive. A equipe que organizou o catálogo e a Mostra é composta por: Annete Baldi, Cristina Biazetto, Gláucia de Souza e Vera Teixeira Aguiar. O projeto é de Sônia Zanchetta e Cristina Biazetto.